papa

Temos Papa!

Após bastante tempo sem postar no blog é com imensa alegria que volto aqui pra falar de um momento importantíssimo para os católicos e de uma emoção tremenda para mim.

Tive o privilégio de poder acompanhar esses dois dias de Conclave para a escolha do novo Papa, fato a qual que não dei muita atenção em 2005 quando Bento XVI assumiu.

12412331-essay

Cardeal brasileiro Odilo Pedro Scherer faz seu juramento de segredo dentro da Capela Sistina

Pude acompanhar pela Canção Nova uma boa parte do juramento dos Cardeais. Logo após, um momento simples porém emocionante, quando as portas da Capela Sistina foram fechadas muito lentamente antes de começarem as votações.

A partir desse momento só restou aguardar.

Com um pouco de demora do horário previsto, saiu aquela fumaça preta indicando que o novo Papa não havia sido escolhido. O que não foi nenhuma surpresa, pois nunca um Papa foi eleito em tão pouco tempo, o que mostra que não é algo que se faz assim de qualquer maneira. Mas confesso que, pessoalmente, fiquei chateado. Podia jurar que estaria prestes a acompanhar um fato histórico.

Nesta terça-feira, 13 de março de 2013, os 115 Cardeais se reuniram pra mais duas votações no período da manhã e por volta das 11h40 (7h40 pelo horário de Brasília) mais uma vez a fumaça preta anunciou que nada estava decidido.

Era querer demais que fosse feita uma escolha em tão pouco tempo. Até então, o Conclave mais curto havia sido justamente de Bento XVI (36 horas).

Embaixo de chuva, milhares de pessoas se reúnem na Praça de São Pedro para esperar a eleição de um novo papa.

Embaixo de chuva, milhares de pessoas se reúnem na Praça de São Pedro para esperar a eleição de um novo papa.

No período da tarde, lá estavam os Cardeais reunidos pra mais duas votações.  Uma grande chuva caía no Vaticano e mesmo assim milhares de fiéis estavam lá esperando o resultado que, ainda sim, poderia ser negativo.

Às 19h08 pelo horário do Vaticano, 15h08 pelo horário de Brasília, veio a ‘inesperada’ fumaça branca. Podem até achar bobeira, mas nesse exato instante senti muita emoção e me arrepiei por inteiro. Tinha plena consciência do que isso significava para a Igreja Católica.

Fumaça branca da chaminé na Capela Sistina, indicando que um novo papa havia sido eleito, na Praça de São Pedro, no Vaticano

Fumaça branca da chaminé na Capela Sistina, indicando que um novo papa havia sido eleito.

A partir de então fiquei na grande expectativa de saber quem foi o escolhido. Louco pra que fosse um Papa brasileiro e admito minha frustração momentânea quando vi que não era. Já podia ouvir o nome de Dom Odilo Pedro Scherer sendo anunciado. Mas isso não foi motivo pra que eu não me alegrasse com a escolha do Cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio como novo líder da Igreja Católica, que já entra pra história como o primeiro Papa latino, além de bater o recorde de Bento XVI, escolhido em apenas 24 horas.

É com imensa alegria no coração que digo: como é bom fazer parte de tudo isso! Quem não frequenta a igreja e não procura conhecê-la não sabe o que está perdendo.

Que o Espírito Santo acompanhe nosso Papa na sua missão e que a mesma dure muitos anos e que muita coisa boa esteja pra acontecer com a Igreja Católica.

Que Deus abençoe Jorge Mario Bergoglio. Que Deus abençoe o Papa Francisco I.

Papa Francisco I acena para a multidão da sacada central da Basílica de São Pedro.

Papa Francisco I acena para a multidão da sacada central da Basílica de São Pedro.

Anúncios